Menu

Versão
impressa

Edição impressa
Menu
Busca

Coronavírus

Sete cidades da Grande São Paulo decidem suspender transporte público

A interrupção do serviço será gradativa, até o dia 28. A partir de 29 de março, a suspensão passa a ser total, por período indeterminado

18.03.20 14:24

Consórcio informou que a decisão tem como objetivo minimizar danos à população e preservar vidas (Divulgação)

Consórcio informou que a decisão tem como objetivo minimizar danos à população e preservar vidas (Divulgação)

Prefeitos de sete cidades da Grande São Paulo decidiram em assembleia realizada pelo Consórcio Intermunicipal Grande ABC, na manhã desta quarta-feira (18), suspender temporariamente o serviço de transporte público municipal.
A interrupção do serviço será gradativa, até o dia 28 de março. A partir do dia 29 de março, a suspensão passa a ser total, por período indeterminado, segundo o consórcio, em nota.
A decisão ocorre após a confirmação da primeira morte por coronavírus no país e em São Paulo na terça-feira (17).
Integram o consórcio as cidades de Santo André, São Caetano, São Bernardo, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.
Confira abaixo a íntegra da nota: 
"Em assembleia extraordinária do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, realizada nesta na manhã quarta-feira (18), que reuniu os prefeitos dos sete municípios que compõem a região, fica determinada a suspensão temporária do Transporte Público municipal. A interrupção do serviço será gradativa, até o dia 28 de março. A partir do dia 29 de março, a suspensão passa a ser total, por período indeterminado. A medida faz parte de um esforço regional para conter o avanço do novo Coronavírus (Covid-19), que configura pandemia. A decisão do Consórcio Intermunicipal tem o objetivo de minimizar danos à população e preservar vidas no Grande ABC."

DESTAK EDITORA S.A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa. Copyright – Termos de uso