Menu

Versão
impressa

Edição impressa
Menu
Busca

Música

Ciro Pessoa, um dos fundadores dos Titãs, morre vítima da Covid-19

Músico lutava contra um câncer e acabou contraindo a doença durante o tratamento

05.05.20 18:09

Ciro Pessoa, no início dos Titãs.  (Reprodução Instagram)

Ciro Pessoa, no início dos Titãs. (Reprodução Instagram)

Morreu na madrugada desta terça-feira (5) o cantor, compositor, guitarrista e poeta Ciro Pessoa. Ele tinha 62 anos, e foi mais uma vítima da Covid-19, infecção que contraiu durante o tratamento de um câncer que enfrentava.
Paulistano, Ciro estudou na adolescência no Colégio Equipe, onde fez amizade com Arnaldo Antunes, Paulo Miklos, Nando Reis, Marcelo Fromer, Branco Mello, Tony Bellotto e Sérgio Britto, os futuros integrantes do Titãs, grupo formado em 1981.
Pessoa nunca chegou a gravar com a banda, que deixou dois anos mais tarde, mas foi co-autor de alguns dos maiores sucessos dos Titãs, como Sonífera Ilha, Homem Primata e Toda Cor.
Ele viria a integrar outras bandas que, apesar de boa acolhida na crítica, não se tornaram populares, como a Cabine C. E, além dos Titãs, Ciro foi parceiro de outros importantes nomes do rock nacional da década de 1980, como Edgard Scandurra, do Ira, e Júlio Barroso, da Gang 90, este também já falecido.
Como escritor, Ciro Pessoa publicou relatos e poemas para revistas e jornais, como Playboy, Folha de S.Paulo, Superinteressante, Galileu e outras.
Seu primeiro livro, Relatos da Existência Caótica, foi publicado em 2015.

DESTAK EDITORA S.A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa. Copyright – Termos de uso