Menu

Versão
impressa

Edição impressa
Menu
Busca

Solidariedade

Plataforma on-line faz a diferença nas causas sociais

Transações na web possibilitam movimento econômico local

25.05.20 14:19

A transação do dinheiro demora apenas 72 horas para cair na conta do beneficiado. (Divulgação Abacashi)

A transação do dinheiro demora apenas 72 horas para cair na conta do beneficiado. (Divulgação Abacashi)

Fazer a diferença e pensar no coletivo, são os pilares da fintech (termo que surgiu da união das palavras financial e technology), brasileira Abacashi. Criada em 2017, o coletivo on-line tem como principal objetivo facilitar a arrecadação de dinheiro para dividir despesas e financiar projetos de diferentes especialidades, como causas sociais, casamentos, formaturas, presentes e agora mais do que nunca, financiamentos de pequenas empresas e negócios locais.
Em tempos tão difíceis, o ditado popular a união faz a força, fez a plataforma levar ao pé da letra o significado da palavra união. A pandemia global fez com que a busca por soluções econômicas, pessoais e projetos sociais via financiamento coletivo acelerassem a criações de campanhas na internet.
No mês de abril, a plataforma, com 7 funcionários fixos, teve um aumento de 600% na base de usuários, chegando num total de 350 mil cadastrados. Dentre os 15 mil pots (nomenclatura usada para a criação de uma campanha de doação) abertos, 65% desse volume foram criados no Estado de São Paulo, epicentro do novo coronavírus.
Um por todos e todos por um
Para combater a vulnerabilidade de muita gente durante a pandemia na capital paulista, o projeto Cozinha de Combate, criado pelo Isla Café é um dos pots em destaques da plataforma. Aproveitando a estrutura de sua cozinha, o restaurante começou a produzir refeições e doar para populações carentes, além de continuar pagando seus funcionários e fornecedores. Até o momento já foram arrecadados mais de R$ 150 mil e 8 mil marmitas foram distribuídas. 
Outra situação, que ficou à deriva durante o distanciamento social, foi a dos catadores de lixo para reciclagem. Pensando nisso, a empresa carioca de reciclagem Ecco Ponto Sustentável criou a campanha de arrecadação para distribuir alimentos básicos e materiais de limpeza para os catadores da reciclagem na cidade do Rio de Janeiro. Ao todo foram mais de 260 doações e um valor arrecadado de R$40.148,86. 
Outro pots aberto realizado em parceria com a Heineken e Campari, criou o movimento “Brinde do Bem”, que auxilia bares de todo o país a manter empregos, pagamentos e salários em dia, durante a crise do coronavírus. Até o momento já são mais de 7 mil bares cadastrados e mais de 75.000 mil contribuições em todo o Brasil. 
Sem dificuldades
Um de seus maiores diferenciais é a agilidade que o dinheiro arrecadado fica disponível para o uso - o Abacashi tem as menores taxas (6%), e a melhor experiência para o usuário do país.  A transação do dinheiro demora apenas 72 horas para cair na conta do beneficiado, ponto importante para quem tem urgência em receber o dinheiro. Além disso, a plataforma ainda aceita pagamentos internacionais, o que facilita e viabiliza participação de quem não mora no Brasil.
Entre as possibilidades oferecidas pelo Abacashi, está também a do organizador de algum pot oferecer uma recompensa para quem o ajudou a conseguir realizar um projeto. Esse incentivo pode variar de acordo com o valor escolhido, podendo ser físico ou digital - em ambas será preciso cadastrar um e-mail ou um endereço válido para a entrega da recompensa oferecida.
A simplicidade e rapidez para criar um pot é um dos pontos positivos, em apenas três passos o usuário consegue criar e divulgar a vaquinha pronta para arrecadar.
Para quem tem como intuito ajudar o próximo, ainda é possível apoiar uma causa social com assinatura mensal - esse pagamento recorrente é destinado aos pots sociais disponíveis no Abacashi. As contribuições podem ser feitas via cartão de crédito, boleto ou transferência bancária.
Sobre o futuro da economia, o Abacashi é a prova da generosidade dos brasileiros nas causas sociais. A plataforma enxerga o momento com olhos de novas possiblidades para o consumo, respeitando e oferecendo novos caminhos, para as pessoas darem a volta por cima, da melhor maneira possível.
 
*Colaborou Guil Macedo. 

DESTAK EDITORA S.A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa. Copyright – Termos de uso