Brasileira lidera evento de moda no metaverso, Metaverse Fashion Week

0
Brasileira lidera evento de moda no metaverso, Metaverse Fashion Week

A Decentraland, plataforma do metaverso lançada em fevereiro de 2020, permite que os usuários criem, vendam, comprem e interajam com objetos utilizando a criptomoeda Mana. E, em março deste ano, o Metaverse Fashion Week ocorreu dentro da Decentraland, tendo como responsável e produtora a brasileira Giovanna Graziosi Casimiro, entrevistada pela Forbes Brasil.

O Metaverse Fashion Week foi um desfile virtual que juntou mais de 30 grifes, como Forever 21, Tommy Hilfiger, Dolce & Gabanna, Paco Rabanne, entre outras. O evento ocorreu no espaço chamado de Fashion Street, que foi vendido em novembro de 2021 para a imobiliária especializada em terrenos virtuais, Metaverse Group, pelo equivalente a US$2,5 milhões.

Na entrevista, Giovanna comentou as inúmeras possibilidades do metaverso. “Existe uma oportunidade para marcas expandirem sua identidade para além dos limites do espaço físico. Também, pela primeira vez, consumidores são capazes de construir coisas juntamente com marcas transformando o processo criativo em algo verdadeiramente interativo”, afirma.

E isso vale não apenas para o mundo da moda, já que o conceito de realidade virtual nasceu atrelado ao mundo dos jogos eletrônicos. Hoje em dia, não é difícil encontrar opções de diversão no metaverso, incluindo games play-to-earn, relacionados a bem-estar físico, ou até mesmo cassinos online – a última alternativa pode ser acessada ainda mais facilmente através do cassinos.info, plataforma de análises de operadoras de jogatina, que lista os melhores sites, bônus e promoções, e avaliações de usuários reais.

Entrada no metaverso

De acordo com a brasileira Giovanna Casimiro, ela começou a lidar com arte e tecnologia em 2009, fazendo “pesquisa teórico-prática na área de instalações multimídia e XR na UFSM”. Durante as pesquisas, ela disse que desenvolveu projetos de realidade virtual, estamparia para moda, design digital e instalações, passando a se aprofundar na produção e gerenciamento de projetos nessa área.

Desde então, ela finalizou um mestrado em Arte e Tecnologia, ensinou no Senac de São Paulo, fez um doutorado em Open Source e patrimônio aberto, e começou a trabalhar como produtora de XR. “Esse mundo me atraiu porque eu sempre gostei do lúdico, do holístico, do místico e do desafiador, e acho que a possibilidade de reconstruir a realidade é formidável. A ideia de redesenhar o mundo ao nosso redor de modo híbrido sempre me fascinou, e possivelmente a minha infância de filmes de sci-fi também contribui com isso”, comentou.

Decentraland e Metaverse Fashion Week

À Forbes Brasil, Giovanna Casimiro explicou que a Decentraland é um mundo virtual no blockchain (mesma rede das criptomoedas e NFT), que permite aos usuários construírem e acessarem em tempo real um “espaço de construção de comunidades, socialização, narrativas e games.” A respeito do seu trabalho no Metaverse Fashion Week, ela explicou que se dedicou por três meses para resolver questões como o onboarding das marcas e a produção dos distritos e coleções.

Mesmo com o desafio, o evento de quatro dias seguidos foi um sucesso absoluto, atraindo 108 mil usuários da plataforma – 60 mil dos quais ficaram na área específica de moda. “Construímos 2 distritos maiores, um para marcas de luxo, outro para streetwear e digital fashion e uma passarela futurista para os desfiles de moda”, revelou.

Giovanna destaca que o metaverso traz uma oportunidade ainda maior para que marcas expandam a sua identidade. Hoje em dia, o espaço físico não é o único que existe, e os consumidores querem interagir mais com o processo criativo das empresas que amam. “Vejo na Web3 uma oportunidade para designers expandirem suas narrativas, explorarem novas estéticas, gamificar seus produtos e convidar os consumidores para interagirem em primeira pessoa em um mundo desenvolvido para eles”, disse Giovanna, comentando como a interação com as marcas foi interessante, já que a equipe dela teve a oportunidade de educar empresas sobre o novo ambiente de produção e do metaverso.

Não há posts para exibir

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui